Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

Em audiência administrativa, MPTO conhece os projetos de parques urbanos que serão implantados no entorno de córregos da capital

Atualizado em 06/03/2024 14:37

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) realizou na terça-feira, 5, audiência administrativa para conhecer os projetos de zoneamento ambiental e urbano que resultarão na implantação de parques no entorno dos córregos Machado, Bota e Tira,Suçuapara e Cipó, em Palmas. 


A promotora de Justiça Kátia Gallieta, que atua na defesa da ordem urbanística, presidiu o encontro e ressaltou que os projetos demonstram a preocupação do município com a preservação dos mananciais e com as áreas em seu entorno. 


“O abastecimento de água da nossa cidade está diretamente ligado à qualidade da água desses rios e córregos que cortam a nossa cidade. Por isso é fundamental que eles sejam protegidos”, ressaltou a promotora de Justiça.


Também participaram da audiência os integrantes das Promotorias de Justiça que têm a atribuição de defender a ordem urbanística, além dos servidores do Centro de Apoio às Promotorias de Justiça de Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Caoma).


Durante a audiência administrativa, o presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano de Palmas (Impup), Lúcio Milhomem Cavalcante, explicou que os projetos são resultado da parceria entre o Impup e a Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) e que a implantação dos parques tem o objetivo de promover a preservação ambiental, a sustentabilidade e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.


Os parques


Conforme informações do Impup, no Parque do Córrego Machado serão construídos equipamentos de lazer, esporte e cultura, além de um projeto de preservação do córrego Machado e dos ecossistemas às suas margens.  Serão beneficiados os moradores dos bairros Santa Bárbara, Jardim Aureny I, II, III e IV, União Sul, Irmã Dulce e região circunvizinha. 


No Parque do Sol, na região do setor Morada do Sol III, está prevista a proteção da nascente do Córrego Bota e Tira e, em seguida, a qualificação do Córrego Cipó. Ao fim deste processo, serão iniciadas as obras de implantação dos equipamentos de lazer, como academia, playgrounds e espaço multiuso para eventos e feiras.


Já na região central de Palmas, será implantado o Projeto Suçuapara Conecta, que ligará o Parque Linear dos Povos Indígenas até o lago de Palmas.