Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

Em Pedro Afonso, Ministério Público obtém condenação de vereador flagrado com carro da Câmara Municipal em atividades particulares na capital

Atualizado em 04/12/2023 18:29

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) obteve, na Justiça, a condenação de Mirleyson Soares Dias à perda do cargo de vereador de Pedro Afonso. Ele cometeu ato de improbidade administrativa por uso irregular de carro oficial da Câmara, em março de 2022.


O veículo do Legislativo foi flagrado em um motel de Palmas no dia 25 de março do ano passado. As investigações apontaram que o vereador chegou ao estabelecimento às 14h e saiu às 14h55. O réu alegou que emprestou o carro “a um terceiro”, mas vídeos obtidos pelo Ministério Público revelaram que o vereador esteve, sim, no local.


No dia do ato, o vereador havia solicitado o veículo oficial da Câmara e uma diária de R$ 330 para participar de uma reunião com um deputado estadual. O objetivo era pedir verbas ao Município de Pedro Afonso para financiar atividades relacionadas ao turismo.


Segundo o Ministério Público, conforme consta na Ação Civil Pública (ACP) da 2ª Promotoria de Justiça de Pedro Afonso, o ato do vereador “viola os princípios da Administração e constitui ato de improbidade que importa em enriquecimento ilícito do agente público”.


A Justiça, que determinou o afastamento imediato de Mirleyson, acatou as alegações do MPTO e ainda determinou a suspensão dos direitos políticos do vereador por cinco anos, ressarcimento ao erário do valor concedido a título da diária solicitada, proibição de ser contratado ou receber benefícios do poder público por cinco anos e pagamento de multa equivalente ao dobro do valor do acréscimo patrimonial aferido de forma irregular. (Texto: João Pedrini/MPTO)