Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

Saber MP aconteceu na Unirg em Gurupi e abordou sobre o papel do Ministério Público

Atualizado em 01/12/2022 17:57

A última edição de 2022 do projeto “Saber MP – Democratizando o Conhecimento” aconteceu na Universidade de Gurupi (Unirg) nesta quarta-feira, 30. O evento teve a participação de acadêmicos do curso de direito que assistiram a palestra “O Papel do MP sob uma visão contemporânea”, ministrada pela promotora de Justiça Luma Gomides, titular da 3ª Promotoria de Justiça de Gurupi.


A promotora de Justiça, que é egressa da Unirg, abordou sobre a atuação do MP. “Foi muito bom estar na Unirg para ter essa conversa com os alunos e apresentar o Ministério Público. Estou muito feliz por participar do projeto falando sobre essa instituição que é tão importante para a sociedade brasileira. E quem sabe, também, inspirar alguns acadêmicos a seguir carreira no MP”, vislumbra.


O acadêmico do 2º período do curso de direito João Antônio falou sobre a importância da realização do projeto. “Eu considero extremante importante receber o Ministério Público dentro da minha faculdade. Aqui pudemos conhecer mais sobre a atuação do MP, por meio de uma pessoa que trabalha dentro da instituição”, ressalta.


Projeto


O projeto “Saber MP – Democratizando o Conhecimento” é uma iniciativa da Procuradoria-Geral de Justiça e teve início em agosto deste ano, com o objetivo de aproximar o Ministério Público do Tocantins (MPTO) da comunidade acadêmica, levando procuradores e promotores de Justiça até as universidades, para dialogar com estudantes de Direito e de outras áreas relacionadas à atuação do MPTO.


Nos últimos quatro meses, foram realizadas quatro edições, contemplando alunos da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), campus de Palmas e Paraíso; Universidade Católica (Unicatólica), União Educacional de Ensino Superior do Médio Tocantins (Unest) e Universidade da Maturidade (UMA). (Shara Alves de Oliveira/MPTO)