Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

MPTO premia prefeituras que alcançaram bons índices de vacinação em 2023

Atualizado em 22/04/2024 12:27

Em solenidade concorrida na tarde desta sexta-feira, 19, 85 prefeituras tocantinenses foram premiadas pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO) com o “Selo Município Amigo da Vacina” por alcançarem bons resultados em relação à vacinação em 2023. A premiação, realizada na sede da instituição, faz parte do projeto “MP na Vacina”, idealizado pelo Centro de Apoio Operacional da Saúde (CaoSAÚDE) – órgão auxiliar do MPTO que presta assistência à atuação de promotores em todo o Tocantins.



“O MPTO é pioneiro entre os MPs brasileiros neste trabalho de conscientização, pois estamos sempre buscando garantir a implementação das políticas públicas de saúde que envolvem a imunização”, destacou o procurador-geral de Justiça, Luciano Casaroti, parabenizando a coordenadora do projeto, a promotora de Justiça Araína Cesárea, servidores e todas as prefeituras premiadas.



Presente na cerimônia, o governador Wanderlei Barbosa também cumprimentou os vencedores e reforçou o quanto é importante valorizar os municípios que se empenharam para alcançar os índices vacinais. “Parabéns ao Ministério Público pela iniciativa e a cada prefeito vencedor. Juntos seguiremos empenhados para que os percentuais sejam alcançados e melhorados em todas as cidades”, disse.


“Fizemos um grande esforço e contamos também com o entendimento da comunidade. Desta forma alcançamos as metas e fomos premiados”, comemorou a prefeita de Guaraí, Fátima Coelho.



Incentivo

“Os gestores de prefeituras tocantinenses que empreenderam esforços e obtiveram bons resultados em relação à vacinação em 2023 estão sendo reconhecidos”, pontuou Araína Cesárea, reforçando que o objetivo do projeto foi  incentivar as administrações municipais a aumentarem a cobertura vacinal, que nos últimos anos não tem alcançado os índices preconizados pelo Ministério da Saúde.




Premiados

Na categoria bronze foram premiados os seguintes municípios: Ananás, Angico, Aurora Do Tocantins, Bernardo Sayão, Bom Jesus, Buriti, Cachoeirinha, Caseara, Chapada De Areia, Combinado, Couto Magalhães, Cristalândia, Dois Irmãos, Dueré, Esperantina, Fátima, Goianorte, Itaguatins, Itaporã, Lagoa do Tocantins, Luzinópolis, Marianópolis, Mateiros, Miranorte, Natividade, Nova Rosalândia, Novo Acordo, Novo Alegre, Novo Jardim, Oliveira de Fátima, Peixe, Pequizeiro, Piraquê, Pium, Recursolândia, Sampaio, Sandolândia, Santa Rita, Santa Tereza, São Salvador, Silvanópolis, Tabocão, Taipas do Tocantins, Tocantinópolis e Xambioá.



Na categoria ouro foram premiados os seguintes municípios: Almas, Aragominas, Araguaçu, Araguatins, Augustinópolis, Axixá do Tocantins, Babaçulândia, Bandeirantes, Barrolândia, Campos Lindos, Cariri do Tocantins, Carrasco Bonito, Centenário, Chapada da Natividade, Dianópolis, Divinópolis, Itacajá, Itapiratins, Guaraí, Juarina, Lagoa da Confusão, Lizarda, Miracema do Tocantins, Nova Olinda, Palmeiras do Tocantins, Palmeirópolis, Paraíso do Tocantins, Paranã, Pedro Afonso, Riachinho, Santa Maria, Santa Terezinha do Tocantins, São Bento do Tocantins, São Miguel do Tocantins, São Sebastião, Sítio Novo, Sucupira, Talismã, Tupiratins e Wanderlândia.



Apoiadores

O MP na Vacina contou com o apoio dos promotores de Justiça das áreas da Saúde, Educação, Infância e Juventude e de parceiros como a Associação Tocantinense de Municípios (ATM), Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems), BRK Ambiental, Energisa, Fieto, Faciet, Faet, Unicef, Instituto Peabiru, Secretaria de Estado da Saúde e Conselho Estadual de Saúde.



Presença

Participaram da cerimônia representantes do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), do Ministério Público Federal, do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), da Defensoria Pública do Tocantins (DPE/TO), do Tribunal de Contas do Estado (TCE/TO), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/TO), da Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins (FAET), e a Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP).



ACESSE AQUI as fotos do evento

Acesso Rápido