Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

MPTO realiza Roda de Conversa sobre os 16 anos da Lei Maria da Penha

Atualizado em 05/08/2022 11:23

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio do Núcleo Maria da Penha, realiza na próxima terça-feira, 09, uma mesa redonda em comemoração aos 16 anos da Lei Maria da Penha, seus avanços e desafios. O evento é aberto ao público e será realizado, às 10h,  no auditório do 1º piso da Procuradoria Geral de Justiça em Palmas e será transmitido pelo Youtube do MPTO.


O debate será conduzido pela coordenadora do Núcleo, a promotora de Justiça Isabelle Figueiredo, e conta com a participação de representantes de diversas instituições do sistema de Justiça que atuam para prevenir e coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher.


“A Lei Maria da Penha é uma das melhores leis que o Brasil já produziu. Ela nasceu grande! , mas, a aplicação dela pelo sistema de justiça ainda está longe de alcançar o patamar buscado pela lei de proteção das mulheres em contexto de violência. Daí a  importância deste evento, já que os aprimoramentos e a busca de soluções para questões já diagnosticadas estarão no centro das discussões desta mesa redonda”, destacou Isabelle.


O evento faz parte do “Agosto Lilás”, campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, que busca sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes. Este ano, o tema adotado foi “Um instrumento de luta por uma vida livre de violência”. (Daianne Fernandes - Ascom/MPTO)


Participantes

  • Konrad Cesar Resende Wimmer - Promotor de Justiça da 26ª Promotoria da Capital;
  • Aline Marinho Bailão Iglesias - Juíza de Direito da Comarca de Novo Acordo;
  • Capitã Flávia Roberta Pereira de Oliveira - Comandante da Patrulha Maria da Penha da Capital;
  • Stella Bueno - Advogada e Presidenta da Comissão de Violência e Gênero do IBDFAM/TO;
  • Vanda Sueli Machado de Souza Nunes - Defensora Pública da 2ª Defensoria Pública de Violência Doméstica de Palmas - TO;
  • Fernanda de Siqueira Correia - Delegada da 8ª Delegacia de Atendimento à Mulher e Vulneráveis de Porto Nacional.