Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

Promotorias de Justiça do interior receberão reforço no quadro de servidores

Atualizado em 10/05/2019 18:33

A Comissão Permanente de Dimensionamento e Redistribuição de Recursos Humanos, coordenada pela Subprocuradora-Geral de Justiça, Maria Cotinha Bezerra Pereira, reuniu-se na tarde desta sexta-feira,10, para discutir sobre os pedidos de membros, visando reorganizar o quadro auxiliar e melhorar o recursos humanos das Promotorias de Justiça do interior. A Comissão é formada por integrantes da Procuradoria-Geral de Justiça, da Corregedoria-Geral, de setores da área administrativa e da Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP).


Na reunião, foi deliberado acerca das vagas oferecidas para remoções voluntárias de Analistas Ministeriais, cujos critérios objetivos foram definidos nos editais publicados pela Diretoria-Geral. Ao final da análise das inscrições, foi encaminhado expediente ao Procurador-Geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior, apontando a necessidade de lotar Auxiliares Técnicos nas seguintes Promotorias de Justiça: 2ª Promotoria de Justiça de Colmeia; Promotoria de Justiça de Wanderlândia; Promotoria de Justiça de Natividade; Promotoria de Justiça de Cristalândia; 1ª Promotoria de Justiça de Porto Nacional; 14ª Promotoria de Justiça de Araguaína; 4ª Promotoria de Justiça de Paraíso do Tocantins.


Após a conclusão de outros processos de remoção que se encontram em andamento, nova reunião será realizada a fim de discutir sobre os pedidos de provimento de mais seis vagas de Auxiliar Técnico para Promotorias de Justiça do interior do Estado.


Ainda durante a reunião, a Comissão aprovou minuta que visa regulamentar o serviço de diligências no âmbito do Ministério Público do Tocantins. O documento será encaminhado para apreciação do PGJ.


De acordo com a Subprocuradora-Geral de Justiça, Maria Cotinha Bezerra Pereira, “essas medidas são fruto de um trabalho árduo da atual gestão, com o intuito de garantir cada vez mais a força de trabalho necessária às Promotorias de Justiça, principalmente as do interior”.


Participaram da reunião, além da Subprocuradora Maria Cotinha Bezerra Pereira, a chefe de Gabinete da PGJ, Cynthia Assis de Paula, os promotores de Justiça Assessores Especiais da PGJ Paulo Alexandre Rodrigues de Siqueira e Thaís Cairo Souza Lopes; representando a Corregedoria-Geral, o promotor de Justiça Pedro Evandro de Vicente Rufato; o presidente da Associação Tocantinense do Ministério Público, promotor de Justiça Luciano Casaroti; o Diretor-Geral, Uiliton Borges, e o chefe do Departamento de Gestão de Pessoas e Folha de Pagamento, Francisco das Chagas dos Santos.