Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

Parceria busca promover a formação dos membros do MP brasileiro

Atualizado em 11/06/2018 00:00

Daianne Fernandes


Com o objetivo de promover a formação profissional dos membros do Ministério Público brasileiro, a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) e o Instituto de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (ICJP) assinaram parceria, nesta sexta-feira, 08, na sede do Ministério Público do Tocantins (MPTO), em Palmas.


O convênio vai ofertar condições especiais para os associados da Conamp no acesso e na frequência dos planos de pós-graduação promovidos pelo ICJP. Os associados do Clube de Vantagens terão desconto de 25% da totalidade do valor da mensalidade. Lembrando que o desconto não é cumulativo com qualquer outro em vigor.


Representando a Conamp, assinaram a parceria, o presidente da  Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP), Luciano Casaroti e o Promotor de Justiça do Rio Grande do Sul, Alexandre Saltz. A Universidade de Lisboa foi representada pela Profª Doutora Carla Amado Gomes.


Para Luciano Casaroti, que também compõe o Conselho Fiscal da CONAMP, o convênio é uma grande oportunidade de troca de experiências. “A Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa é bem conceituada na área jurídica e oferece cursos muito importantes para a formação dos membros do MP. Será de grande valia já que ocasionará intercâmbio de ideias e conhecimentos entre Brasil e Portugal”, disse.


O calendário dos cursos da Faculdade será disponibilizado no site da Conamp, para que cada integrante solicite a participação.  “São cursos principalmente das áreas do Direito Criminal e Direito Público e cada Associação poderá indicar algum integrante que tenha interesse na formação. Podemos também solicitar ao ICJP que realize alguns cursos de temas de nosso interesse”, informou Alexandre Saltz.


Prestigiaram o evento os Procuradores de Justiça do MPTO, Vera Nilva Àlvares Rocha Lira e José Maria da Silva Júnior, e o Corregedor-Geral do MPTO, João Rodrigues Filho. (com informações da ATMP).



Acesso Rápido