Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal, atalho ctrl shift 1. Acessar formulário de pesquisa, atalho ctrl shift 2. Acessar menu, atalho ctrl shift 3. Acessar mapa do site, atalho ctrl shift 4. Para voltar ao menu de acessibilidade tecle ctrl shift 0.
Acessibilidade Alto contraste
+
Tamanho de texto

Ctrl/Cmd + para aumentar

Ctrl/Cmd - para diminuir

Ctrl/cmd 0 para voltar ao padrão

Ministério Público do Estado do Tocantins

Destaque

Com participação do Gaeco, força-tarefa prende dois suspeitos de assalto a prefeito de Tocantínia

Daianne Fernandes


Uma força tarefa composta pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual (MPE) e pelas polícias militar e civil prendeu dois dos três suspeitos de participar de um assalto à casa do prefeito de Tocantínia, Manoel Silvino Gomes Neto, no último domingo, 04.


Ainda no domingo, às 18h, um dos suspeitos foi preso em um matagal próximo à ponte que liga Miracema a Lajeado, onde o carro usado durante o assalto foi abandonado.


Outro suspeito foi preso na manhã desta segunda-feira, 05, às margens da TO-010, tentando fugir. A força-tarefa agora concentra investigações para prender o terceiro criminoso.


Entenda o Caso


Segundo testemunhas, o prefeito estava em casa com parentes e amigos se preparando para comemorar o aniversário, quando pediu que o motorista o levasse até uma padaria. Os criminosos se aproveitaram do momento para entrar na casa e render quem estava no local, inclusive os três filhos do político, todos menores de idade. Três homens participaram da ação, dois entraram e um ficou do lado de fora da casa.


Testemunhas contaram ainda que os homens agrediram a mulher do prefeito e outras pessoas. Quando Silvino e o motorista retornaram, perceberam o assalto. Ele e o motorista foram baleados, após o prefeito reagir e tentar tomar a arma de um dos assaltantes.


Silvino foi encaminhado para o Hospital Geral de Palmas (HGP) e passou por cirurgia para a retirada da bala na barriga. O estado de saúde dele é estável. Já o motorista João Mascarenhas, que foi baleado no peito direito, está internado no Hospital Regional de Miracema. A esposa dele, Josiane Santana, disse que não foi necessária a realização de cirurgia, porque a bala não ficou alojada.


Publicado em