Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

Dia do Ministério Público é celebrado com entrega de prêmios aos melhores trabalhos jornalísticos com foco na atuação da instituição em 2017

Atualizado em 14/12/2017 22:24


Denise Soares


A noite desta quinta-feira, 14 de dezembro, data em que se celebra do Dia do Ministério Público, foi comemorada com festa no Ministério Público do Tocantins ao premiar os melhores trabalhos jornalísticos do ano de 2017. A premiação é uma forma de demonstrar reconhecimento aos profissionais da imprensa no Estado pela produção e divulgação de matérias jornalísticas que tratam de temas relacionados à atuação da instituição. Na 2ª edição do Prêmio Ministério Público de Jornalismo, concorreram 52 reportagens, que disputam a premiação de R$ 19 mil, distribuídos em seis categorias.


Foram premiados 15 profissionais e três estudantes, em seis categorias distintas: Jornalismo Impresso, Radiojornalismo, Telejornalismo, Webjornalismo, Fotojornalismo e Destaque Acadêmico, com matérias que divulgaram para a população projetos em prol da cidadania, falta de equipamentos públicos, degradação do meio ambiente, saúde deficitária, mau uso do dinheiro público, violência contra a mulher, além das ações realizadas pelo MPE para garantir que os serviços fossem prestados com a qualidade e segurança que a lei exige.


O Procurador-Geral de Justiça (PGJ), Clenan Renaut de Melo Pereira, participou da premiação e ressaltou a importante contribuição da imprensa na divulgação do incansável trabalho do Ministério Público na promoção da paz e da justiça social. “Se não fossem os jornalistas comprometidos, o Ministério Público não teria tanta relevância, porque nosso trabalho não seria de conhecimento da sociedade. Hoje gostaria de premiar todos, porque vocês engrandecem a instituição e são todos merecedores”, enfatizou o PGJ.


A vencedora da categoria impresso, jornalista do Jornal do Tocantins, Lúcia Georgeth Pinheiro, em nome de todos os participantes, falou da felicidade de receber o prêmio depois de ter ficado oito anos fora das redações e destacou a iniciativa do MPE. “A gente vê poucas ações de apoio à imprensa. Esse é um prêmio que vem para reconhecer e incentivar nosso trabalho e, ao mesmo tempo, em conjunto com o Ministério Público, traz benefícios para o cidadão”.


Todas as matérias foram veiculadas no ano de 2017 e tiveram relação com o tema “A notícia como Ferramenta de Cidadania”. Ao todo, foram distribuídos R$ 19 mil em premiação, sendo R$ 3.500,00 para o primeiro colocado de cada categoria profissional e R$ 1.500,00 para o vencedor na categoria Destaque Acadêmico.


Além dos profissionais da área,prestigiaram a Premiação, a  procuradora de Justiça Vera Nilva Alvares Rocha Lira, os promotores de Justiça Célio Sousa Rocha (presidente da Comissão de Planejamento Estratégico), Thaís Cairo (coordenadora do Caocid) e Luciano Casaroti (presidente da ATMP), e os servidores Maria Andrea (representando a ASAMP) e Marcos Conceição (Chefe do Departamento de Planejamento e Gestão do MPE). 


Parcerias

A realização do Prêmio contou com a parceria da Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP), Associação dos Servidores Administrativos do Ministério Público (Asamp), Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Tocantins (Sindsempto) e com o apoio do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Tocantins (Sindjor).

Jurados de cada categoria

Categoria Telejornalismo


Beatriz Regina Lima de Mello, Promotora de Justiça da Capital; Maria Fábia Assumpção, Assessora de Comunicação do Ministério Público de Rondônia; Waléria Leite, Assessora de Comunicação do Ministério Público do Mato Grosso do Sul.


Categoria Jornalismo Impresso


Ruth de Araújo Viana, Promotora de Justiça; Juliana Garcia, Assessora de Comunicação no Ministério Público Federal, em Brasília; Herveton Baiano, jornalista na Secretaria de Comunicação do Estado de Goiás;

Projeto Anjos da Guarda”https://soundcloud.com/user-956333366/projeto-anjos-da-guarda

Categoria Webjornalismo


Luiz Antônio Francisco Pinto, Promotor de Justiça; Jun Tomikawa, Assessor de Comunicação no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios; Jamyle Bezerra, jornalista na Gazeta Web de Alagoas;


Categoria Radiojornalismo


Diego Nardo, Promotor de Justiça; Adelaide Nogueira, jornalista na Rádio Gazeta de Alagoas; Elias Monteiro, jornalista na Assembleia Legislativa de Goiás;


Categoria Fotojornalismo


Eliana Curado, Promotora de Justiça aposentada; Yurika Hidaka, Diretora de Comunicação na empresa Oro Comunicação, em Barreiras; Emídio Luise, fotógrafo Diretor da Fotograma Imagens.


Categoria Destaque Acadêmico


Célio Sousa Rocha, Promotor de Justiça, Lucas Milhomens; Professor Mestre do Curso de Comunicação na Universidade Federal do Amazonas; Andreia Svensut, jornalista coordenadora de Comunicação da vice-governadoria do Estado de Mato Grosso.


Prêmio

O Prêmio é um projeto da Assessoria de Comunicação do MPE, estruturado no Planejamento Estratégico 2010/2018 da Instituição.


Vencedores por categoria:

Webjornalismo
1º – Wanessa Sobreira (Orla Notícias)- "Mais de 8 mil mulheres tocantinenses sofreram ameaças nos últimos dois anos"

2º – Patrícia Lauris (Jornal do Tocantins On line)- "Muita demanda e pouco equipamento"

3º – Aline Sêne (Jornal do Tocantins On line)- "87 prefeituras com portais da transparência irregulares"


Jornalismo Impresso
1º – Lúcia Georgethe Pinheiro (JTO)- "MPE quer retirar nome da ponte FHC” 
2º - Aline Sêne (JTO) R$ 122 milhões em convênios suspeitos”

3º – Patrícia Lauris (JTO) “União para um futuro digno”


Telejornalismo
1º – Heitor Moreira (TV Anhanguera/Bom Dia Brasil)- "MPE pede construção de ponte para povoado isolado no sul do TO" 
2º – Alexandre Alves da Silva (TVE/Redsat)- "Projeto Anjos da Guarda" 
3º -Maykon Jhuly Martins de Paiva (TV Anhanguera)- "Cerrado em Chamas" 



Radiojornalismo
1º – Marciley Dias (Redesat/96fm)- "Especial Anjos da Guarda"

2º Isabel Cristina (Redesat/96fm) - “Especial Viva Mulher: MPE-TO no combate à violência doméstica”

3º – France Santiago (CBN/TO) - “Lixo e cidadania”



Fotojornalismo

1º Emerson Silva – (JTO) “União para um futuro digno”

2º Elias Oliveira – (JTO) “Educação que transpõe barreiras”

3º Nielcem Fernandes – (Foco Tocantinense) “Urbanização e Degradação”


Destaque Acadêmico


1º - Vilmara Bianchi (Jornal on line Bateia, do curso de Jornalismo da UFT)- Fórum tocantinense luta contra impactos dos agrotóxicos”

2º Lys Apolinário Reis – (Rádio UFT/FM) - “Projeto Anjos da Guarda”

3º Pedro Thiago Macêdo - (Jornal on line Bateia, do curso de Jornalismo da UFT) - “Boas notícias sobre emissão e renovação de carteirinha estudantil”


segue o link com as fotos do evento https://flic.kr/s/aHsktdWSJG

Acesso Rápido