Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal, atalho ctrl shift 1. Acessar formulário de pesquisa, atalho ctrl shift 2. Acessar menu, atalho ctrl shift 3. Acessar mapa do site, atalho ctrl shift 4. Para voltar ao menu de acessibilidade tecle ctrl shift 0.
Acessibilidade Alto contraste
+
Tamanho de texto

Ctrl/Cmd + para aumentar

Ctrl/Cmd - para diminuir

Ctrl/cmd 0 para voltar ao padrão

Ministério Público do Estado do Tocantins

Destaque

Ação do GAECO resulta em condenação de organização criminosa de tráfico de drogas cujas penas somam 87 anos de prisão 

Foram condenados nesta segunda-feira, 04,  por tráfico de drogas, associação para o tráfico, lavagem de dinheiro e ocultação de bens, direitos e valores, 14 integrantes de organização criminosa responsável pelo tráfico de drogas do cartel goiano para o Tocantins.


Os trabalhos da investigação conjunta desenvolvida pelo Ministério Público do Estado do Tocantins, através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado - GAECO  e a Delegacia Especializada de Repressão a Narcóticos - DENARC começaram em 2016, após a prisão em flagrante do chefe da quadrilha Antônio Gomes Boaventura, que continuou articulando a comercialização de entorpecentes de dentro da Casa de Prisão Provisória de Palmas.


Estima-se que mensalmente, a organização criminosa comercializava mais de 320 quilogramas de entorpecentes no Tocantins e apresentava  elevado nível de articulação entre os seus diversos núcleos desde a logística do transporte, armazenamento e distribuição das drogas até o núcleo  operacional, de comando e braço armado.


A sentença de 184 laudas pode ser conferida no sistema e-proc, por meio do número 0015671-07.2017.827.2729

Publicado em