Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal, atalho ctrl shift 1. Acessar formulário de pesquisa, atalho ctrl shift 2. Acessar menu, atalho ctrl shift 3. Acessar mapa do site, atalho ctrl shift 4. Para voltar ao menu de acessibilidade tecle ctrl shift 0.
Acessibilidade Alto contraste
+
Tamanho de texto

Ctrl/Cmd + para aumentar

Ctrl/Cmd - para diminuir

Ctrl/cmd 0 para voltar ao padrão

Ministério Público do Estado do Tocantins

Atuação das Promotorias

Homem acusado de matar tio envenenado em São Sebastião do Tocantins é condenado a 17 anos de prisão

Denise Soares



Ernandes dos Santos Milhomem foi condenado por homicídio qualificado, acusado de premeditar a morte do tio, Gean dos Santos Milhomem, por meio da ingestão de veneno. O crime aconteceu, em 2001, na cidade de São Sebastião do Tocantins e o julgamento ocorreu em Sessão do Tribunal do Júri realizada nesta quinta-feira, 10, no Fórum da cidade de Augustinópolis.


O crime teria sido motivado por um sentimento de vingança, alimentado pelo réu desde quando tinha apenas sete anos de idade, em razão do desentendimento do seu pai com a vítima, seu tio. Ernandes então teria colocado veneno no pote de água da vítima. Quatro dias depois do ato, voltou à residência da vítima, de lá retirou várias objetos, entre eles, uma arma de fogo, destruiu o pote com água e ateou fogo no rancho de palha onde vivia Gean.


Os jurados consideraram todas as acusações sustentadas pelo Promotor de Justiça Paulo Sérgio Ferreira de Almeida e o réu foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado, por motivo torpe e uso de veneno, devendo cumprir pena de 17 anos e três meses de prisão. A sessão foi presidida pelo Magistrado Alan Ide Ribeiro da Silva, a quem coube estipular a pena pelo crime.

Publicado em