Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal, atalho ctrl shift 1. Acessar formulário de pesquisa, atalho ctrl shift 2. Acessar menu, atalho ctrl shift 3. Acessar mapa do site, atalho ctrl shift 4. Para voltar ao menu de acessibilidade tecle ctrl shift 0.
Acessibilidade Alto contraste
+
Tamanho de texto

Ctrl/Cmd + para aumentar

Ctrl/Cmd - para diminuir

Ctrl/cmd 0 para voltar ao padrão

Ministério Público do Estado do Tocantins

Destaque

Procurador de Justiça discute reforma da previdência na Câmara de Vereadores de Palmas

Denise Soares



Representando o Ministério Público do Tocantins, o Procurador de Justiça Alcir Raineri Filho participou na manhã desta quinta-feira, 18, na Câmara de Vereadores de Palmas, da Audiência Pública sobre a Reforma da Previdência. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 287/2106, considerada medida de urgência pelo governo federal, foi apresentada como saída para a crise previdenciária e tramita no Congresso Nacional.


Alcir Raineri manifestou-se contra a proposta apresentada, a qual trará muitos reflexos que afetarão a classe trabalhadora, além de ferir o princípio constitucional da dignidade da pessoa humana. Ele também criticou a classe política quanto à rapidez na tramitação da proposta. “Há necessidade de fazer a reforma da política e a reforma tributária, mas não vi a mesma pressa na condução dessas reformas, como vem acontecendo com a previdenciária”, falou.


Alcir Raineri também defendeu que discussões dessa envergadura devem ser trazidas no período eleitoral para que o eleitor possa conhecer os ideais dos representantes. “Quem deseja fazer essa reforma deve discutir com o povo”, finalizou.


Também marcou presença no evento o presidente da Associação Tocantinense do Ministério Público do Tocantins (ATMP), Luciano Casaroti; a senadora da república Kátia Abreu; o Deputado Federal Irajá Abreu, além de outros políticos, sociedade civil organizada e representantes de outros segmentos.




Publicado em