Menu de acessibilidade. Ao pressionar a tecla tab você navegará pelos atalhos que permitem acessar áreas do site. Acessar conteúdo principal; Acessar formulário de pesquisa. Acessar mapa do site.

Projeto Padaria nas Unidades Prisionais é apresentado ao MP de Porto Nacional

Atualizado em 10/02/2011 00:00

Por Andressa Brito

Na quarta-feira, 9, no Fórum de Porto Nacional, o idealizador da proposta Padarias nas Unidades Prisionais, Rogério Ribeiro, apresentou seu projeto de qualificação profissional de detentos para o Promotor de Justiça da cidade, André Ramos Varanda, e para representantes do Poder Judiciário, Defensoria Pública, Instituto Federal do Tocantins, Rotary Clube, Igreja Católica, Câmara de Dirigentes Lojistas, dentre outros setores da sociedade civil organizada.
 
Na explanação, Rogério Ribeiro e a instrutora de cursos no ramo da Panificação, Marlene Dias, destacaram a importância de qualificar os presos, afastando-os assim da ociosidade, reduzindo suas penas e oferecendo uma possibilidade de reinserção na sociedade, após o cumprimento das penas. "Esse é um momento ímpar para o sistema prisional, pois podemos expor nossa opinião e experiência para autoridades de diversas áreas", pontuou Rogério Ribeiro.
 
O Promotor de Justiça André Varanda comprometeu-se a ajudar na execução do projeto, assim que forem apresentadas as planilhas contendo os custos de produção e o número de detentos que podem ser beneficiados com os curso de panificação "Além de oferecer o curso, temos que inserir os egressos qualificados no mercado de trabalho¿, destacou o Promotor.
 
Encaminhamentos
Ficou acertado entre os presentes a necessidade de se levantar os custos do projeto. Os responsáveis afirmaram que farão um orçamento de todos os serviços e equipamentos necessários para que os cursos sejam ministrados e para a instalação da padaria, apresentando os dados na próxima reunião. Também ficou decidido que serão convidados para participar das discussões o Poder Público Municipal e Estadual, Sine e Senai.
 

Acesso Rápido